PÁGINA PRINCIPAL
Fale Conosco
 
Manual Sobre Esquadrias de Alumínio:
PINTURA ELETROSTÁTICA

Para cumprir suas finalidades de beleza e proteção, a pintura eletrostática do alumínio utiliza tecnologia de tintas e vernizes, nos quais estão envolvidos muitos conceitos científicos de química orgânica e inorgânica, física de polímeros e físico-química, bem como um controle adequado de qualidade.

O revestimento utilizado no alumínio para a construção civil é a pintura eletrostática, que se compõe de quatro etapas.

  1. Pré-tratamento
  2. Pintura eletrostática
  3. Polimerização
  4. Controle de qualidade da pintura
  5. Tipos de tintas
1 - Pré-tratamento


O alumínio deve ser preparado convenientemente para conferir as propriedades físico-químicas fundamentais de resistência à corrosão e resistência ao intemperismo. Normalmente se utiliza uma seqüência de operações de pré-tratamento composta por:

Desengraxe
Lavagem
Desoxidação
Lavagem
Cromatização
Lavagem
Lavagem com água Desmineralizada
Secagem

A superfície do alumínio é convertida em uma aderente e amorfa camada de misturas de óxidos metálicos, de cor amarelo iridescente marron claro, proporcionando resistência à corrosão, aderência e ancoragem da tinta e durabilidade da superfície do alumínio, quando pintadas. O processo de conversão pode ser realizado por imersão, spray ou manual em temperatura ambiente.
 
2 - Pintura eletrostática


A
pintura eletrostática é o processo mais conhecido e largamente utilizado na decoração e proteção do alumínio. A aplicação de tinta eletrostática, líquida ou em pó, é feita automaticamente através de pistolas especiais em cabines especialmente projetadas para esse fim. Tanto a pintura líquida quanto a pintura que utiliza pó requerem tipos de tinta com características específicas para cada finalidade de utilização, com uma gama variada de cores.


Pintura eletrostática a pó ou líquida
Aplicação

Os princípios da aplicação eletrostática são simples. Cria-se uma diferença de potencial de aproximadamente 100.000 Volts entre as partículas pulverizadas da tinta e o objeto a ser pintado, o que resulta na atração das partículas pelo objeto. Obtém-se assim uma economia de tinta com uma cobertura uniforme e sem falhas. A condutibilidade da tinta é dada pelo balanceamento adequado das polaridades dos seus componentes.
 
3 - Polimerização


A Polimerização (cura ou secagem) das tintas utilizadas na pintura eletrostática é obtida pelo efeito do calor em estufas ou fornos construídos especialmente para essa finalidade. Este método de polimerização é utilizado tanto para as tintas líquidas como para tintas em pó e requer uma temperatura efetiva da superfície metálica entre 120º C e 200º C, durante um ciclo aproximado de 20 minutos.

   
4 - Controle de qualidade da pintura


O Controle da Qualidade da Pintura deve ser efetuado conforme as Normas Técnicas da ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas relacionadas a seguir:

Norma Descrição
NBR 14.125
Alumínio e suas ligas
Tratamento de Superfície - Revestimento Orgânico - Pintura.
NBR 14.615
Alumínio e suas Ligas
Determinação da flexibilidade por mandril cônico da Pintura.
NBR 14.622 Alumínio e suas ligas para fins arquitetônicos Determinação da aderência da pintura.
NBR 14.682
Alumínio e suas ligas
Determinação da aderência úmida da pintura pelo método da panela de pressão.
NBR 14.849
Alumínio e suas ligas
Determinação da resistência do revestimento orgânico de tintas e vernizes em relação ao grafite.
NBR 14.850
Alumínio e suas ligas
Determinação da resistência ao intemperismo artificial (UV) do revestimento orgânico - Tintas e Vernizes.

NORMAS / PROJETOS EM FASE DE PUBLICAÇÃO PELA "ABNT" :

Norma Descrição
Alumínio e suas ligas Determinação da resistência ao intemperismo natural do revestimento orgânico de tintas e vernizes.
Alumínio e suas ligas Resistência à corrosão por exposição à nevoa salina acética do revestimento orgânico de tintas e vernizes em relação ao grafite.
Alumínio e suas ligas Ensaio de Polimerização de tintas e vernizes .
Alumínio e suas ligas Ensaio de Machu do revestimento orgânico de tintas e vernizes.
 
5 - Tipos de tintas

 

Tipo Característica
Epóxi Boa resistência química e mecânica, indicada para peças internas não expostas a intempéries e radiações ultravioleta.
Poliéster Excelente resistência química e mecânica, indicada especialmente para ambientes externos.
Híbrido Excelente resistência química e mecânica, indicada para ambientes externos de forma não permanente.
Poliuretano Muito semelhante ao poliéster, porém, resiste ao ataque de produtos como etanol que ataca o poliéster.

Obs.: Para uma durabilidade de 10 anos em ambiente externo, recomenda-se uma limpeza anual da pintura Poliéster com detergentes neutros.
 
SOBRE ESTE MANUAL
Produção:
  ABAL - Associação Brasileira do Alumínio

Supervisão:
  Comitê de Mercado de Construção Civil da ABAL

Membros do Comitê
:
- Coordenador: José Carlos Garcia Noronha - Companhia Brasileira de Alumínio - CBA.
- Sergio Genciauskas - Companhia Brasileira de Alumínio - CBA.
- Ademar C. Umemura - Alcoa Alumínio S.A.
- Antonio B. Cardoso - Alcoa Alumínio S.A.
- Neder El Bast - Alumigon Brasileira - Ind. e Comércio Ltda.
- Carlos Z. de Almeida - Belmetal Indústria e Comércio Ltda.
- José de Arimatéia Nonatto - Belmetal Indústria e Comércio Ltda.
- Gisele Correa - Companhia Brasileira de Alumínio - CBA.
- Adilson de Souza Molero - Hydro Alumínio Acro S.A.
- Adeval Antonio Meneghesso - Italtecno do Brasil Ltda.
- Nazir A. Abdo - Alaxis Tecnologias Inovativas Ltda.
- Jairo Lisbôa - Consultor.

Outros Colaboradores:
  - Elisabeth Ramagnoni - Schelegel do Brasil.
- Domingos Moreira Cordeiro - Adalume Esquadrias Metálicas.
- Marson T. Iizuka - YKK do Brasil Ltda.

Produção e Design:
  - Projeto Ph.D Editoração e Computação Gráfica Ltda.

Redação:
  - Fátima Monteiro Falcão.

Fontes consultadas:
  - Anuário Estatístico 2002 - ABAL
- Instalação de Esquadrias de Alumínio: Prática e Inovação - Marson T. Iizuka - Mestrado
    Profissional 2001
- Manual Técnico de Caixilhos / Janelas: Aço / Alumínio / Madeira / PVC / Acessórios / Juntas
    e Materiais de Vedação - ABCI / Editora Pini Ltda, 2001.
- Termo de Garantia e Manual de Uso, Limpeza e Conservação de Esquadrias, Revestimentos
    em Alumínio e seus Componentes da AFEAL - Associação Nacional de Fabricantes de
    Esquadrias de Alumínio.
- Manual de Modulação de Vãos e Esquadrias de Alumínio - Editora Pini Ltda, 2001
Página Principal
© - 2011- Atlanta Esquadrias de Alumínio - Todos direitos reservados
site integrante do: